Publicidade

terça-feira, 8 de maio de 2012 Cinema, O Estranho Mundo da Internet | 15:00

Os 10 pôsteres de filmes que foram banidos e proibidos para exibição!

Compartilhe: Twitter

Nem todo pôster causa sensação, alguns possuem pouca qualidade visual, enquanto outros podem até alavancar o sucesso da produção.

Mas existem aqueles pôsteres que nem sempre conseguem a aprovação do público, da crítica ou de entidades classificativas, e assim, conseguem ser banidos para exibição.

Toptenz criou uma lista bem interessante que mostra os 10 casos de pôsteres que mais chamaram atenção por terem sido banidos e proibidos para exposição. Confira, abaixo:

Atenção: Existem imagens que não são recomendadas para menores de 18 anos. Se você ainda não tem maioridade, aconselhamos que não prossiga com o post.

Regras da Atração (2002)

Neste pôster que retrata animais de pelúcia em várias posições de sexo, foi rejeitado para ser exibido nos Estados Unidos pela Motion Picture Association of AmericaMPAA (entidade que regula a classificação etária), mas permitido no Canadá e na Grã-Bretanha. O uso das pelúcias foi o fator principal que contribuiu para a proibição, já que seu uso não é recomendado em propagandas que não tenha crianças como público-alvo.

Pagando Bem, Que Mal Tem?

Este não é tão evidente à primeira vista, mas descobrimos ao olhar para a parte inferior do cartaz. Este cartaz foi censurado por conteúdo sexual, na forma de uma representação do sexo oral – apesar do fato de que ambos os atores aparecem completamente vestidos. Tal como acontece com vários dos cartazes nesta lista, este foi autorizado para ser exibido no Canadá e proibido nos EUA.

Raça Selvagem

O pôster por si só é completamente nojento. Não foi surpresa que o cartaz sangrento foi rejeitado para exibição na Austrália, por ser considerado “muito terrível”. Os produtores afirmaram que “queriam se destacar da multidão”. Ainda assim, a proibição é provavelmente o melhor tipo de promoção para um filme.

O Retorno dos Malditos

Este cartaz foi censurado pela MPAA por colocar a horripilantes imagens e representações de tortura – pois uma figura encapuzada arrasta alguém em um saco. O que torna este caso particularmente interessante é que o cartaz foi finalmente autorizado para ser exibido, sendo que com uma ligeira modificação – a perna deveria sair do saco, em vez de um braço. A mudança deixa claro que com a mão para fora a vítima parece estar viva, e com a perna não. A questão é: a tortura é mais assustadora do que um homicídio? Bizarro…

Coco Antes de Chanel

A entrada particularmente estranha deste pôster nesta lista, se deve ao ter sido proibido na França por colocar o ícone da moda Coco Chanel fumando um cigarro. Isso viola uma lei de publicidade francesa que proíbe tanto “direto ou indiretamente” a promoção de cigarros – uma resposta para o enorme número de fumantes na França.

Ali G Indahouse – O Filme

Proibido no Reino Unido depois de ter recebido mais de 100 queixas – houve a alegação de que era muito ofensivo para exibição pública. Ninguém se surpreende, não é?! O pôster mostra Sacha Baron Cohen “descansando” a mão sobre uma mulher nua com dois dedos ocultos… Precisamos dizer mais?

O Proscrito

Uma interessante comparação entre as leis de censura do passado e do presente, para os jovens que não veem nada demais, os seus avôs deveriam ter achado deliberadamente controverso. Apesar do fato de que o cartaz não conter nudez real ou parcial, o foco nos seios fartos da bela Jane Russell foi o suficiente para justificar uma proibição em 1943.

Mandando Bala

Este cartaz foi proibido por supostamente “glamorizar o uso de armas e violência”, apesar da defesa dos produtores de que as armas da imagem são intencionalmente dirigidos para longe do observador, eles não conseguiram convencer a MPAA. Esta proibição é particularmente interessante, já que armas e violência são glamourizadas em quase todos os filmes de ação. Mistériooooo…

O Povo contra Larry Flint

Este cartaz protagonizado por Woody Harrelson vestindo apenas a bandeira americana como cueca, foi proibido pela MPAA, que não esclareceu se a proibição era por expor a sexualidade excessiva ou o simbolismo religioso ofensivo (Harrelson se coloca como Jesus na cruz, entre um par de pernas de uma mulher).

Teeth: A Vagina Dentada

O título do filme já diz muito do que significa a história, que conta sobre uma garota que descobre possuir dentes afiados no seu órgão sexual. O primeiro pôster da produção teve a proibição imediata, apesar de ser uma boa sacada. Já que mostra o raio x da protagonista com os dentes localizados exatamente no local onde você imagina.

E aí, qual desses pôsteres mereceu ser proibido e qual não merecia? Comente!

Autor: Tags:

5 comentários | Comentar

  1. 5 Tomás Turbano 26/05/2013 21:47

    Será que ela escova os dentes da vagina

  2. 4 lara caroline flores flores correa 05/01/2013 14:44

    esses posters não são piores do que os filmes que todas as crianças já olharam..
    não tem nada a ver são só imagens e não aparece nada de mais nelas a não ser o nome de um dos posters Teeth: A Vagina Dentada que é estranho e qualquer criança perguntaria coisas que não devem ser perguntadas aos pais mais os outros não tem nada de mais…

  3. 3 thyagobib 09/09/2012 20:01

    Na minha opinião nenhum deveria ser censurado, vejo todos eles como manifestação artistica. Depende de cada um, a forma como interpreta. E com a exposição, os pais deveriam observar mais seus filhos.

  4. 2 Jorge Fernando 11/05/2012 22:26

    É lógico que essa aê do O Povo contra Larry Flint enfatiza ofensivamente o símbolo religioso que é Jesus na cruz, é notório aquela perna dele levemente dobrada, assim como Jesus, blasfemia.

  5. 1 Re 09/05/2012 11:14

    Eu acho que o da Coco Chanel não devia ser censurado. Ela fumava, é um fato.

  1. ver todos os comentários
 

Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!

* Campos obrigatórios


 

Responder comentário


* Campos obrigatórios