Publicidade

quinta-feira, 15 de maio de 2014 Cannes 2013, Cinema | 20:00

Festival de Cannes 2014 – Dia 2: Mike Leigh encanta os críticos e volta a se aproximar da Palma de Ouro com “Mr. Turner”!

Compartilhe: Twitter

cannes

mike-leigh

Depois da desastrosa abertura de Cannes com o longa “Grace: A Princesa de Mônaco”, e da revolta dos críticos em relação ao longa atuado por Nicole Kidman; o diretor Mike Leigh traz sua magia no segundo dia do Festival com a produção “Mr. Turner”.

A trama do filme evoca vinte e cinco anos da vida do pintor britânico, J.M.W Turner (1775-1851). Artista reconhecido, membro apreciado embora indisciplinado da Royal Academy of Arts, e que vive na companhia do pai que também é seu assistente, e da sua dedicada governanta. Frequenta a aristocracia, visita os bordéis e alimenta a inspiração com as suas numerosas viagens. No entanto, o sucesso não o protege das eventuais críticas do público ou do sarcasmo da classe dirigente. Após a morte do pai, profundamente marcado, Turner isola-se. A vida dele muda quando encontra a Sra. Booth, proprietária de uma pensão de família à beira mar.

O diretor Mike Leigh e Timothy Spall (que interpreta Turner), bem como as duas atrizes Dorothy Atkinson e Marion Bailey estiveram presentes na cidade francesa para a estreia e a conferência de imprensa. O diretor de fotografia, Dick Pope, esteve também presente, bem como a produtora Georgina Lowe. Confira algumas passagens da conversa com a imprensa:

Mike Leigh sobre a vida do pintor Turner: “Foi um grande e sublime pintor radical. Foi-me possível fazer um conteúdo interessante graças à vida de um homem tão fascinante. Um realizador deve ter uma empatia para com o tema. A vida de Turner foi dura, senti essa empatia”.

Timothy Spall falou igualmente do seu trabalho de preparação: “Para não ser ridículo nas telas, levei tempo, dois anos, a aprender a desenhar e pintar. Trabalhei sobre as emoções dele. A relação com dele com a mãe deixaram-lhe cicatrizes no coração, ele estava repleto de anomalias emocionais, nomeadamente com as mulheres”.

Mike Leigh sobre a veracidade histórica do filme: “Já trabalhei num filme que se passava durante a época vitoriana, tinha aquela responsabilidade de criar uma verdade histórica. Mas havia também a necessidade de criar esta personagem para o filme. Havia portanto pesquisas a fazer e toda aquela soberba documentação… Mas não havia roteiro, como sempre”!

O fotógrafo Dick Pope sobre a luz do filme: “Encontrámos esta maravilhosa luz na Cornualha, foi um Verão dominado pela melhor luz possível para o filme”.

A recepção do longa não poderia ser uma das melhores para Leigh em Cannes. O diretor já ganhou, anteriormente, a palma de ouro com o cult “Segredos e Mentiras”, em 1996. Segue alguma das reações diante da nova produção, abaixo:

O jornal The Telegraph chamou o longa de “extremamente agradável” e ainda elogiou o protagonista: “Turner é interpretado por Timothy Spall, que dá o que é provavelmente a melhor performance de sua carreira – o equivalente, no mínimo, de seu papel em ‘Segredos e Mentiras’ de Leigh, que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes há 18 anos”. Além disso, o filme recebeu 5 estrelas.

O site The Wrap profetizou: “’Mr. Turner’ é candidato muito provável à Palma de Ouro, que Leigh ganhou previamente em 1996, com “Segredos e Mentiras”. Meditativo e delirantemente lindo, ’Mr. Turner’ é tanto uma carta de amor a maior pintor da Grã-Bretanha e uma obra-prima para Leigh”.

O crítico Oliver Lyttelton, disse: “Esperamos que há muito mais para vir de Leigh, mas “Mr. Turner” serve como um direito súmula e lembrança do tesouro que sua carreira tenha fornecido para todos nós”.

O exigente crítico Peter Bradshaw do The Guardian: “Que filme glorioso, ricamente e imediatamente agradável, acertando diretamente um caminho satisfatório. (…) Cada cena neste filme é habilmente gerido; cada linha cômica e momentos engraçados são habilmente apresentados e cada performance dada com inteligência e amor. É mais um triunfo para Mike Leigh e Timothy Spall”. Bradshaw também deu 5 estrelas, algo que poucas vezes acontece.

A respeitável Variety, afirmou: “Mike Leigh assume a vida às avessas de Turner em um filme biográfico primorosamente detalhado, e brilhantemente atuado”.

Se o filme continuar caminhando nesse ritmo, podemos espera-lo no Oscar 2015. No momento, o longa vem ganhando ótimos boatos de Oscar, nas categorias: Melhor Roteiro, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino – com possibilidades de Melhor Filme, Melhor Ator (Timothy Spall) e Diretor.

Veja fotos do segundo dia do festival, abaixo:

1

A equipe do filme “Mr. Turner” reunida na conferência de imprensa – © FDC / G. Lassus-Dessus

2

Zoe Saldana no tapete vermelho – © AFP

3

O tapete vermelho do filme “Mr. Turner” – © AFP

4

Blake Lively no tapete vermelho – © AFP

5

A equipe do filme “Mr. Turner” no tapete vermelho – © AFP

Autor: Tags:

1 comentário | Comentar

  1. 51 Eduardo Pepe 16/05/2014 14:18

    Naturalmente, também tem chances em Melhor Filme. Agora que são dez indicados, ele certamente deve aparecer.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.