Publicidade

sábado, 24 de maio de 2014 Cannes 2013, Cinema, Oscar | 16:00

7 breves fatos que aprendemos com o Festival de Cannes 2014 para o Oscar 2015!

Compartilhe: Twitter

cannes

Em toda edição do Festival de Cannes temos algo a aprender para o Oscar do ano seguinte. Conheça os 7 breves fatos que aprendemos com Cannes 2014 para o Oscar 2015, abaixo:

fato 1

FATO 1 – “Grace: A Princesa de Mônaco” é muito ruim! Os críticos agora afirmam com certeza  que esse foi o pior filme já escolhido para abrir o Festival – o que é uma pena! Tivemos altas expectativas desde o anúncio de Nicole Kidman no papel principal.

Apesar dos pesares, o longa pode conseguir algo no Oscar 2015 através dos vastos figurinos de época – dessa forma, não descartamos o longa na corrida de Melhor Figurino e Melhor Direção de Arte. Mas devemos dar adeus para Nicole em sua corrida pela estatueta de Melhor Atriz.

fato 2

FATO 2 – “Foxcatcher” é o candidato – até o momento – mais sólido para o Oscar 2015. Há grandes chances de vermos o longa atrelado nas categorias de Melhor Filme, Melhor Diretor (Bennett Miller), Melhor Roteiro, Melhor Ator (Carell) e Melhor Ator Coadjuvante (para Tatum e Ruffallo).

Lembrando que os últimos dois filmes de Miller receberam indicações ao Oscar: “O Homem que Mudou o Jogo” (6 indicações, incluindo Melhor Filme, Roteiro e Ator – para Brad Pitt – e Ator Coadjuvante – para Jonah Hill) e “Capote” (5 indicações, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor, Ator – para Philip Seymour Hoffman que ganhou – e atriz coad. para Catherine Keener).

Podemos perceber que a Academia se lembra dos atores protagonistas e coadjuvantes das produções de Miller – o que é um bom sinal para Carell, Tatum e Ruffallo.

fato 3

FATO 3 – Julianne Moore está de volta aos holofotes com “Maps to the Stars”! A vitória em Cannes como Melhor Performance Feminina só nos mostra que devemos ficar de olho em sua corrida do Oscar 2015.  A questão é: será como coadjuvante ou protagonista? Isso vai depender de como será a disputa em ambas as categorias, somente assim o estúdio se decidirá pela candidatura. Devemos nos lembrar de que temos muitos meses pela frente, e o filme vai precisar de uma bela campanha até o fim do ano.

Outro detalhe: fala-se nos bastidores que a Academia quer premiá-la há um bom tempo, isso se deve pelas quatro derrotas consecutivas como indicada ao Oscar – sendo duas delas no mesmo ano, em 2003 (por “As Horas” como Coadjuvante e “Longe do Paraíso” como protagonista).

fato 4

FATO 4 – “Mr. Turner” é mais um grande sucesso de Mike Leigh, que foi constatado no Festival de Cannes 2014. E podemos esperar por uma corrida ao Oscar para Leigh. As estatísticas são bem favoráveis para o diretor: dos cinco últimos filmes feitos por Leigh, quatro foram indicados ao Oscar. Além disso, essas produções se igualam por ter recebido a mesma indicação: Melhor Roteiro Original de Leigh – e tem altas chances de repetição com “Mr. Turner”.

Desde “O Segredo de Vera Drake” que um ator não é indicado pela direção de Mike Leigh, mas essa espera de quase 10 anos pode acabar com a elogiada atuação de Timothy Spall em “Mr. Turner”. A vitória como Melhor Performance Masculina em Cannes para Spall é um ótimo sinal. Nos últimos anos, Cannes tem dado a vitória para atores que também surgem no Oscar.

2009 – Christoph Waltz – “Bastardo Inglórios” (Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coad.)

2010 – Javier Bardem – “Biutiful” (Indicado ao Oscar de Melhor Ator)

2011 – Jean Dujardin – “O Artista” (Vencedor do Oscar de Melhor Ator)

2013 – Bruce Dern – “Nebraska” (Indicado ao Oscar de Melhor Ator)

fato 6

FATO 5 – Nos últimos anos, as sequências de animações têm sido nomeadas ao Oscar. A estreia de “Como Treinar o Seu Dragão? 2” foi muito bem recebida, em Cannes. O filme começa a trilhar o seu caminho até a estatueta. A primeira animação não ganhou o Oscar, e foi por um bom motivo: Toy Story 3 – era difícil alguém tirar a estatueta da produção naquele ano.

fato 7

FATO 6 – “The Homesman” dirigido por Tommy Lee Jones teve uma boa aceitação entre os críticos. Alguns especialistas acreditam que esse é um ótimo retorno para Hilary Swank, e uma corrida para o Oscar de Melhor Atriz será bem-vinda – mesmo tendo duas estatuetas na estante. A parceria com Jones tem chances de ser bem frutífera para ambos. Tudo vai depender dos próximos meses.

 "Deux Jours, Une Nuit" Photocall - The 67th Annual Cannes Film Festival

FATO 7 – Parece que vemos uma mesma história se repetir. Em 2012, Marion Cotillard estreou no Festival Cannes com “Ferrugem e Osso” e houve um estardalhaço de que seria indicada ao Oscar 2013 – ela foi nomeada ao Globo de Ouro, SAG Awards e Bafta, sendo esnobada pela Academia. De acordo com as reações dos críticos, Marion está espetacular em “Deux jours, une nuit” e pode conseguir sua segunda nomeação no Oscar 2015. Contudo, a Academia estará tentada a esnobá-la novamente? Temos uma longa caminha até lá. De qualquer forma, Cotillard começa a correr na categoria de Melhor Atriz.

Autor: Tags:

1 comentário | Comentar

  1. 51 Valdir Hoffmann 25/05/2014 20:24

    Julianne Moore e Marion Cotillard são duas de minhas atrizes favoritas. Tomara que estejam no Oscar. E fico felicíssimo com a Palma de Ouro para Julianne. Finalmente um grande papel para uma grande atriz.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.